Em mercados cada vez mais competitivos, as empresas não podem mais se dar ao luxo de trabalhar com ineficiência.

Ter dificuldades no cumprimento de prazos, atrasar entregas importantes, ter uma rotina de retrabalhos ou contar com colaboradores que não estão compreendendo partes vitais de um projeto são problemas que devem ser solucionados de forma definitiva.

Existem hoje ferramentas inovadoras à disposição capazes de gerenciar equipes e processos para otimizar as demandas conforme o planejamento estratégico traçado. Uma dessas metodologias chama-se SCRUM.

A metodologia SCRUM foi criada para aumentar a produtividade das empresas, agregando valor ao que é oferecido. Ela funciona de forma ágil e transparente, é acessível a todos os colaboradores, pode ser aplicada a qualquer campo de atuação e permite ajustes pontuais ao longo de seu desenvolvimento. Além, é claro, de favorecer a tomada rápida de decisões.

Scrum vs. Método Tradicional
Como aproveitar o SCRUM, gerando valor?

A metodologia SCRUM trabalha basicamente com soluções sequenciadas em diferentes etapas do projeto, com feedbacks constantes para ajustar, corrigir rotas e melhorar a qualidade das entregas.

Ela deve ser trabalhada em conjunto com o cliente, respondendo a mudanças eventuais, não sendo necessário seguir um plano à risca. A metodologia deve compreender sprints, ou ciclos de desenvolvimento, reuniões colaborativas constantes e dashboards visíveis para que todos os stakeholders estejam na mesma página.

O compartilhamento dessas informações resulta em processos muito mais produtivos, minimizando riscos ao cliente, com menos perda de tempo e retrabalhos. Ou seja, bom pra todo mundo.

Quanto maior o número de pessoas e opiniões envolvidas, melhor o processo de
busca por soluções criativas que levem a uma economia maior de recursos.